15 de ago de 2009

Sobre os meus fãs, sobre o amor...


Não, não dá para "classificar" o sentimento.

Não é gentil, chamar esse ou aquele fã, de número 1.

O amor não se compara a números,

não vamos encontrar nada no mundo

que se preste a medir o amor,

nem se ama mais ou menos

ou também não se ama melhor ou pior.

Ama quem pode, quem quer, quem doa,

quem cuida, quem zela, olha,

observa, fala, cala, chora e ri, por amar.

Àquele que percebe o amor do próximo por si,

cabe o respeito, o apreço, a recíproca.

É preciso maturidade, experiência, vivência e,

lamentavelmente, muito sofrimento,

para se reconhecer em corpo e alma,

como "a casa de Deus" e então

saber porque Jesus disse:

-"Amai ao próximo como a ti mesmo".

Em meus momentos de pensar,

que aliás são muuuuuuuitos,

o que penso é que quando alguém me admira

e demonstra essa admiração,

é porque em algum lugar de mim,

essa pessoa se reconhece e é isso

o que nos aproxima,

é o que nos mostra definitivamente

a clareza das Palavras Divinas

que nos chamam à todos de irmãos.

E é assim que vejo, aceito esse amor

de todos os que se auto-intitulam fãs,

mas troco a palavra fã, pela palavra irmão,

pois quando em mim alguma coisa de si

eles reconhecem,

é no amor que me dão que os reconheço.

Jamais me cansarei de agradecer a Deus

pelo bem que me fez

quando deu-me a missão de ser artista,

missionária de Sua vontade.

Muito obrigada a todos vocês, meus irmãos e irmãs.

O que me enobrece como artista,

é o número de irmãos e irmãs que reencontro na vida.

Um beijo com todo amor,

Marilia Barbosa

3 comentários:

  1. Que coisa mais linda, Marilia.
    Acho muito difícil explicar a admiração de um fã por seu ídolo, assim como sei que há inúmeros motivos que fazem uma pessoa sentir-se atraída por um artista e nem todas são, digamos, "saudáveis" (O John Lennon que o diga).
    Mas, psicoses e neuroses à parte, a admiração é um sentimento comum em diversas relações como a amaizade, o amor conjugal...
    No caso do artista que se transforma em amigo e essa admiração só aumenta (digamos assim que este seja o nosso caso rs), aí eu já acho que é um verdadeiro encontro de almas.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Marília!
    Venho te "procurando" há muito tempo, e quando te acho, vejo esta coisa linda que você escreveu! Bom demais!!!! Fiquei mais fã ainda!
    Um grande beijo,
    Tadeu Santinho - Cordeiro-RJ.

    ResponderExcluir
  3. Beijos, abraços, carinho e muitas flores para enfeitar seu coração.

    ResponderExcluir