9 de fev de 2011

SOBRE A DEPRESSÃO.


Dizem que é genético, a depressão.

E o que importa se é ou não?

Minora? abranda? Suaviza? Resolve?

Teorizam e ganham dinheiro prá isso,

inventam remédios que já tomei,

discursos que já ouvi...

Descubro hoje que há um tempo

em que vemos a depressão,

outrora sentida, ressentida, doída:

É na maturidade, onde até

a própria depressão amadurece

e prepara-se como um sacerdote

a professar os ritos, as orações,

os gestos...

Repete-se cruel e impiedosa,

pois já não vemos no espelho

o futuro que desconhecemos,

ainda travestido de esperança.

Nua e crua, senta-se na melhor cadeira,

deita-se na rede,

dorme na cama,

toma o café da manhã

e anoitece...

8 de fev de 2011

BATENDO PAREDES. música: Sergio Castro / letra: Marilia Barbosa


Bêbada, a escuna-
vagava entre vagas - memórias
e cada árvore brincava solta
ao derredor.
Trôpega - a bêbada -
perdia-se nas datas, nas horas
e a cada plano que fazia, tudo via
em esplendor.
Tôla - já não mais criança,
trocava pernas e penas
dores - dezenas, batendo paredes,
pedindo socorro...
Vira copos, e sai avião,
obsoleto, em horas de vôo...

ÁLBUNS


Todos os 3/4

em preto e branco

são reveladores,

Revelam alegrias

e revelam dores.

Se quer esconder

ou sublimar emoções,

use as cores...